quarta-feira, 15 de março de 2017

1 - PLATÃO - O mundo das idéias


Fala Platão!

O mundo das ideias
Admitamos pois - o que me servirá de ponto de partida e de base - que existe um Belo em si e por si, um bom, um Grande e assim por diante. Se admitimos a existência dessas coisas, se concordares comigo, esperarei que elas me permitirão tornar-te clara a causa, que assim descobrirás, que faz com que a alma seja imortal.” Platão no emprego do verbo no subjuntivo 'Admitamos', expressa uma ideia, um pensamento hipotético, assim como Sócrates, nada afirma e coloca sobre dúvidas o que pensa. Há, a preocupação de uma análise das coisas que se interligam num mundo de cogitos e de espera de resultados. Funda-se o embate sobre o corpo e a alma. Era um ato de fala de natureza interrogatória. A existência de um Belo em si (o efeito, a realidade das coisas) e por si (a causa). Ao admitir a existência da coisa (objectum) de um lado e do outro a Ideia (insigni), surge o recurso linguístico e para tanto não cabe a crítica, haja vista o distanciamento que nos separa de Platão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário